Google+ Followers

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Perdão na Família

Aula aplicada sábado (17/09/16) pela companheira Cíntia Machado.

Iniciou a aula contando a história dos Porcos-espinhos na era glacial.








Comparou a história com o relacionamento em casa, com os pais, os irmãos, os parentes que convivem mais diretamente conosco, e que muitas vezes nos ferem, mas que não podemos ficar longe deles.

Depois apresentou a "BATATA" como se fosse um porco-espinho (uma batata crua e grande, com palitos de dente espetados, previamente envolvidos com um pedaço de papel com situações que normalmente ocorrem e que nos deixam aborrecidos).







Essas foram as situações que usamos.

DEIXAR A TOALHA MOLHADA EM CIMA DA SUA CAMA.
BATER A PORTA QUANDO SAI.
FAZER PUM PERTO DE VOCÊ.
MEXER NAS SUAS COISAS.
CHAMAR SUA ATENÇÃO QUANDO VOCÊ ESTÁ ERRADO.
NÃO DAR BOM DIA.
DIZER “NÃO” PARA ALGO QUE VOCÊ QUER MUITO FAZER.
FICAR MAL HUMORADO SEM DIZER O MOTIVO.
NÃO DEIXAR VOCÊ MEXER NO COMPUTADOR.
CHUTAR SEU CHINELO PARA BAIXO DA CAMA.
QUEBRAR SEM QUERER SEU BRINQUEDO PREFERIDO.
QUEBRAR DE PROPÓSITO SEU BRINQUEDO.
DEMORAR NO BANHO.
XINGAR VOCÊ.
OCUPAR O SOFÁ SOZINHO.
OUVIR MÚSICA COM SOM ALTO.
ESCREVER NO SEU CADERNO.
USAR SUA ROUPA SEM PEDIR.
PEGAR SEU DINHEIRO SEM PEDIR.
EMPRESTAR SEU BRINQUEDO AO VIZINHO.
COMER O ÚLTIMO BIFE.
FICAR TE CUTUCANDO.
FICAR TE PROVOCANDO.
FICAR GRITANDO NO SEU OUVIDO.
NÃO EMPRESTAR DINHEIRO QUANDO VOCÊ PRECISA.
NÃO EMPRESTAR UM BRINQUEDO QUANDO VOCÊ PEDE.
NÃO JOGAR VÍDEO GAME COM VOCÊ.
FALAR MAL DE VOCÊ PARA SUA MÃE.
NÃO QUERER BRINCAR COM VOCÊ.
SUA MÃE ESQUECER-SE DE LAVAR SEU TÊNIS.
NÃO DIVIDIR O ÚLTIMO PEDAÇO DO BOLO.
ESCONDER UM DOCE PARA COMER SOZINHO.
COMER O ÚLTIMO SORVETE DA GELADEIRA.
COMER O PACOTE INTEIRO DE BISCOITO.
TOMAR O RESTO DO REFRIGERANTE SOZINHO.
FAZER BAGUNÇA NA SUA CAMA.
ESPALHAR TODOS OS BRINQUEDOS E NÃO AJUDAR A GUARDAR.
NÃO COMPRAR O QUE VOCÊ QUER.
NÃO DEIXAR VOCÊ COMER DOCE TODA HORA.
OBRIGAR VOCÊ A COMER FRUTAS E LEGUMES.
NÃO DEIXAR VOCÊ VER FILMES INDICADOS PARA CRIANÇAS MAIORES.

Cada evangelizando retirou um papel do palito.





Colou numa cartolina.




Disse se perdoava ou não. Se perdoasse, desenhava um coração ao lado da situação.



Entregou uma batatinha pequena, palitos e pediu para cada evangelizando confeccionar seu próprio  porco espinho. 






Pediu para colocarem todos bem juntinhos, simbolizando a família.





Para finalizar, entregou um desenho dos porcos espinhos para colorirem.







Nenhum comentário:

Postar um comentário