Google+ Followers

terça-feira, 27 de setembro de 2016

A Velha Sábia

Uma mulher velha e sábia fazia uma viagem através das montanhas quando, no leito de um rio, encontrou uma pedra preciosíssima.

Velha: - Nossa que pedra bonita! Não serve para mim, mas pode ser que sirva para alguém. Vou guardá-la!

No dia seguinte, continuando o seu caminho, deparou-se com um viajante que tinha fome.

Viajante: - Senhora... Por favor, a senhora poderia me ajudar, dando algo de comer. Estrou com muita fome!

Para atender ao seu pedido de ajuda, a mulher abriu a bolsa para dividir com ele a comida.

Velha: - Claro meu filho! Deixe-me ver o que tenho para dividir com você.

O homem deslumbrou-se com a visão da pedra e pediu à mulher que lhe desse de presente.

Viajante: - Nossa, que pedra linda! A senhora poderia me dar de presente se não a quiser mais?

O que ela fez sem hesitar.

Velha:- Sim, meu filho! Pode ficar com ela, não me tem nenhuma serventia, mas eu sabia que um dia encontraria alguém a quem ela servisse.

O viajante se foi, rejubilando-se por sua sorte... Aquela pedra poderia garantir-lhe segurança e bem-estar por toda a sua vida.

Viajante: - Agora estou rico! Nunca mais passarei necessidade, esta pedra vai salvar a minha vida. Que sorte eu tive!

Mas, alguns dias depois, ele voltou à procura da mulher... 

Viajante: - Olá, senhora! Lembra-se de mim?

Velha: - Claro! Como está, meu filho?

Viajante: - Vou bem! Eu pensei muito e sei bem o valor dessa pedra, mas venho devolvê-la. O que eu quero é algo muito mais precioso... Se for possível, me dê o que está dentro da senhora e que a fez capaz de entregar-me sem hesitação um tesouro como esse.

Velha: - Bem, meu filho! Aprendi a amar... Aprendi a desapegar-me ... Aprendi a ser inteira, ser livre. Mas são aprendizados muito difíceis, que requerem fé em Deus, fé na vida, confiança nas pessoas e no futuro.


Viajante: - E como consigo ser assim igual a senhora?

Velha: - Somente duas coisas podem nos ajudar nessa tarefa: Primeiro, o tempo, que através do estudo e do trabalho digno nos amadurece, e nos faz mais humildes. E em segundo a espiritualidade, que nos dá o conhecimento interior e, com ele, a certeza de não nos perdermos no caminho.

Viajante: - Aprendi agora os verdadeiros valores que eu tanto procurava! A fé e a esperança me ensinando a valorizar o que é realmente importante. Serei um novo homem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário