Google+ Followers

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Formação para a Vida




Reinaldo era um jovem príncipe, herdeiro de um grande reino. 

Toda manhã, ao despertar, recebia uma lista de tarefas que devia cumprir.

Tarefas que o deixavam muito zangado: limpar os seus sapatos, organizar o seu quarto, guardar os brinquedos, colocar a roupa suja no cesto, lavar e escovar seu cavalo, entre outras. Embora não gostasse, em respeito a seu pai, o rei, ele obedecia.

No palácio, onde vivia, existiam muitos criados prontos para executar todas as tarefas. Por isso mesmo é que o príncipe não entendia porque ele mesmo tinha que limpar os seus sapatos.

Certo dia, ele foi convidado para passar o dia em um pequeno reino vizinho, para conhecer um príncipe de sua idade, e fortalecer a amizade entre os reinos.

O contato com o herdeiro daquele reino fez Reinaldo pensar ainda mais em como ele era injustiçado. É que aquele príncipe tinha a seu serviço três servos. Até o banho era preparado por um deles.
Nada de tarefas a cumprir. Era só dar ordens.

Quando voltou para casa, Reinaldo foi falar com seu pai:

“Pai, não entendo, porque o senhor faz isso comigo. Sou seu único filho e herdeiro. Por que devo cumprir essas tarefas? Vi hoje, no reino vizinho, o que um verdadeiro herdeiro deve fazer: somente dar ordens.”

O rei, paciente, perguntou ao filho: “E como era o reino que você visitou?”

“Era muito menor que o nosso, mais pobre, com menos súditos e o castelo real era dez vezes menor que o nosso. Se em um reino pobre, o príncipe pode ter três criados para servi-lo, porque eu, num reino tão rico, devo fazer o trabalho dos criados?”

“Pois é, meu filho. Saiba que há anos atrás, o reino vizinho era vinte vezes maior do que o nosso. Nós crescemos, fomos ampliando e o reinado vizinho foi perdendo território. Seu avô sempre me dizia: Se você não pode sequer limpar os próprios sapatos, como poderá cuidar de todo um reino? Se você não é capaz de organizar seu próprio quarto, como irá governar todo um povo? As tarefas simples, Reinaldo, nos educam e nos preparam para executar as maiores. Para comandar é preciso saber fazer. Até mesmo para exigir. Se você nunca lavou as próprias vestes, como saberá se o outro as lavou bem? Apenas aceitará o que lhe entregam, da forma que vier. Nossos antepassados foram comprando as terras do reino vizinho, que as perdeu por não saber administrar. Talvez falte ensinar aos príncipes herdeiros lições de humildade, da importância do trabalho simples, diário. O que me diz filho amado?”

O menino pensou um pouco, e respondeu: “Digo que tenho uma lista de tarefas para executar agora, e começarei limpando meus sapatos que se sujaram de lama pelo caminho.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é muito importante para a avaliação do nosso trabalho!