Google+ Followers

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Educação com diálogo – Um caminho para paz - 2º Ciclo

A Verônica Carvalhal elaborou essa aula com o objetivo de despertar a consciência dos evangelizandos para a necessidade da paz mundial, trabalhando ações de paz dentro dos contextos da vida, destacando a importância da cooperação e do amor ao próximo. Também para destacar a importância da convivência solidaria na família, na escola, na casa espírita para a construção da paz e fazer com que percebessem que a paz nos ambientes e no mundo depende de cada indivíduo, da qualidade dos pensamentos e das ações que cada um de nós desempenha.

Iniciou a aula com uma dinâmica, na qual usou uma barra de chocolate preto, uma barra de chocolate branco, dois potes escuros e com tampa e faixas para vendar os olhos.

Após vendar os olhos dos evangelizandos,  ofertou a cada um deles o chocolate branco e depois o chocolate preto, depois que todos degustarem perguntou se eles conseguiram identificar qual  era  o branco e qual era o preto. Questionou se poderiam identificar qual era maior e qual era o menor. Mostrando que as pessoas são como o chocolate, devemos amá-las e respeitá-las não pela sua aparência , ou forma física, mas sim pelo que elas são, pelo que sentimos ao estar ao lado delas, pela sua alegria, etcDevemos nos permitir conhecê-las antes de formular qualquer julgamento e que somos todos iguais aos olhos de Deus.

Continuou perguntando: Qual o significado das palavras preconceito, discriminação e intolerância?

Preconceito - qualquer opinião ou sentimento concebido sem exame crítico.
Sentimento hostil, assumido em conseqüência da generalização apressada de uma experiência pessoal ou imposta pelo meio; intolerância contra um grupo religioso, nacional ou racial.

Discriminação - significa distinguir ou diferenciar. No entanto, o sentido mais comum desta palavra aborda a discriminação como fenômeno sociológico.
A discriminação acontece quando há uma atitude adversa perante uma característica específica e diferente. Uma pessoa pode ser discriminada por causa da sua raça, do seu gênero, orientação sexual, nacionalidade, religião, situação social, etc.

Intolerância - é uma atitude mental caracterizada pela falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças em crenças e opiniões. Ou seja, as pessoas não respeitam as diferenças ou as opiniões dos outros.

Abordou os principais conflitos de relacionamentos na escola, no play, em casa, na rua onde mora, etc.

Levantou as formas de preconceitos que podem ser verificadas no dia-a-dia e na comunidade na qual vivemos. Qual a influência do preconceito/ discriminação/intolerância no mundo.

Questionou se é preferível praticar ou sofrer preconceito/discriminação/intolerância? De que maneira conseguiremos  acabar com este tipo de violência?

O que é ser um "homem de bem" (O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 17).

Lembrou que todos somos filhos de Deus e que Ele ama igualmente a todos; que não devemos julgar as pessoas pela sua profissão ou pelas suas posses terrenas; que todos somos iguais possuímos um espírito imortal e estamos evoluindo; que o importante é termos amor no coração, respeitar as pessoas e fazer o bem. 

Explicou que, também, conforme a Doutrina dos Espíritos nos elucida, por que motivo há diferentes religiões no mundo, diferenças econômicas, bem como por que algumas pessoas possuem deficiências físicas ou mentais, em uma linguagem simples.

Dividiu a turma em dois grupos, o primeiro elaborou e expôs uma situação contendo preconceito/discriminação/intolerância. E o segundo propôs uma forma de resolver o conflito de forma pacifica, através do diálogo.

Depois, utilizando folhas coloridas, confeccionaram o Tsuru (sugestão de vídeo com passo a passo), pássaro que na cultura asiática representa a paz.



Nenhum comentário:

Postar um comentário