Google+ Followers

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Educação com diálogo, um caminho para paz! - Jardim

O DIJ, do Centro Espírita Miguel, esse ano está trabalhando com "Temas de Convergência", são temas que todos os setores da nossa casa trabalham no mesmo dia. Esse sábado (18/02/17) trabalhamos o tema "Educação com diálogo, um caminho para paz!". Todo o DIJ (bebês, maternal, jardim, 1º ciclo,, 2º ciclo, 3º ciclo, mocidade, família) e também o ESDE e o EADE.

A aula do Jardim foi elaborada pela Cíntia Machado, que precisou se ausentar, por isso foi aplicada pela Carolina Higino.

Iniciamos com a pergunta "O que é diálogo?", foi muito interessante porque eles relataram que nunca tinham ouvido essa palavra "DIÁLOGO", tiveram muita dificuldade até para pronunciar. Explicamos que o diálogo é uma conversa entre duas ou mais pessoas. É quando falamos e ouvimos o outro.


Mostramos a imagem



Questionamos "Qual das duas cenas representa um diálogo?"



Foram unânimes em afirmar que a segunda imagem, pois na primeiro o menino tapou os ouvidos.

Continuamos incentivando a compreensão com perguntas: "Em qual delas as pessoas envolvidas parecem estar mais tranquilas?" Ouvimos as respostas, na segunda.

"Em que situações devemos usar o diálogo?"
Ouvimos e reforçamos, em casa com o papai e a mamãe ou qualquer outra pessoa da família. Em vez de fazer pirraça, gritar e ficar nervoso, se deve conversar tranquilamente, expor como se sente, narrar as situações e estar aberto a ouvir entendendo as explicações de quem só quer o nosso bem.

Na evangelização, quando um amigo faz algo que você não gosta ou com as evangelizadoras quando se quer algo.

Na escola com a professora pedindo uma explicação e com os amigos nas brincadeiras.

Na rua, nas festas com os amigos ...etc.

"E gritar? Será que gritar significa diálogo?" Não!!! foi a resposta.

"O que é diálogo mesmo?" (Quando ambos falam e também escutam)

"Será que quando eu fico nervoso, com raiva, em tom alto, as pessoas me entendem?"

"E como eu me sinto quando gritam comigo? Tranqüilo ou nervoso?" 



Ah, então se gritar não é bom, eu vou ficar calado toda vez que mamãe chamar a minha atenção por alguma coisa...

Será que ficar mudo, calado, é um diálogo?

O que é diálogo mesmo? (Uma conversa, todos ouvindo e falando com tranqüilidade).

Por que dialogar é melhor?

Então percebemos em todas as situações é muito melhor dialogar do que gritar ou simplesmente não dizer o que sente. Dialogando temos a oportunidade de chegarmos a um acordo que fique bom pra todo mundo.

Exemplo: Dialogando entrei em acordo com o papai que vou jogar vídeo game 1 hora por dia. Não vou jogar por mais tempo como eu gostaria, mas vai sobrar tempo para o dever de casa. Conseguiria isso se eu gritasse? Não! Conversando fiz o papai entender que 1 h por dia não vai atrapalhar as minhas tarefas e entendi também que jogar o dia todo só iria atrapalhar meus estudos e a relação com a minha família.

Mantivemos um diálogo muito bom com nossos evangelizandos e observamos que todos compreenderam a importância de resolver nossos conflitos usando uma boa conversa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário