Google+ Followers

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Vivenciando a Caridade: o Amor em Ação

Disponibilizar uma sala previamente arrumada, para ser o Planeta Terra (um mundo de provas e expiações). Em uma parte da sala as paredes serão decoradas com cartazes, predominando imagens com cenas do "mal" (assalto, briga, guerra, egoísmo, fofoca, preconceito, fome, seca, etc) e  em menor quantidade, imagens com cenas de pessoas do bem (auxílio, caridade, união, amizade, etc).

Demarcar os pontos dos locais que fazem parte do desenvolvimento da atividade: casa, trabalho, hospital, farmácia, padaria, supermercado, viatura da polícia, consultório, lado oposto ao trabalho.

Nessa sala iniciar a atividade. Os evangelizandos serão informados que existe uma tarefa a ser executada e cada um que concluir a tarefa vai receber 100 moedas de ouro (feitas com papel dourado), mas NÃO poderão ser informados que a demora na conclusão da tarefa fará com que percam moedas de ouro. 

Um evangelizador (o patrão) deverá anotar quantas moedas cada evangelizando perderá ao longo da atividade, sem informar para ele, somente na prestação de contas no final é que cada um ficará sabendo o quanto perdeu. Para esse controle, usar a planilha abaixo:




A tarefa é sair de casa e chegar ao trabalho, cada um tem um salário de 100 moedas a receber no final do dia. 

Teremos um ponto de partida que será a casa e um ponto de chegada que será o trabalho.

Iniciar a atividade dizendo:

Você está em casa, pronto para sair para o trabalho quando sua mãe pede para você passar no hospital onde seu avô está internado, para levar algumas coisas, mas antes você terá que passar na farmácia para comprar um pacote de fraldas, pois as dele estão acabando. 
1 – Você vai até a farmácia para comprar a fralda.
2 – Você resolve ir direto para o hospital sem parar para comprar a fralda.
3 – Você diz para sua mãe que não vai dar, tem que ir direto para o trabalho, pois precisa concluir suas tarefas sem perder tempo.

Quem fez a opção 1 vai para a farmácia (perde 20 moedas), quem fez a opção 2 vai para o hospital (perde 10 moedas) e quem fez a opção 3 vai direto para o trabalho, senta e espera os outros terminarem (não perde nenhuma moeda, no final do dia receberá 100 moedas).

Na farmácia – Após comprar as fraldas, uma senhora entra e pede sua ajuda, pois seu marido está doente sem condições de sair da cama, ela está desempregada e tem três filhos pequenos que estão há quatro dias sem comer nada. Ao lado da farmácia tem uma padaria e um supermercado, você...

1 – Vai à padaria e compra pão e leite para ela e sua família.
2 – Vai ao supermercado e compra alimentos nutritivos que possam ser consumido ao longo da semana.
3 – Lembra que está com muita pressa e dá uma desculpa qualquer e vai direto para o hospital.

Quem fez a opção 1 – A padaria está cheia e você demora 10 minutos para ser atendido e depois vai para o hospital (perde 10 moedas).
Quem faz a opção 2 – O supermercado está vazio, mas você demora 20 minutos fazendo e pagando as compras e depois vai para o hospital (perde 20 moedas).
Quem fez a opção 3 – vai direto para o hospital (não perde moedas).

No hospital - Você vê seu avô e quando está indo embora, o senhor que está na cama ao lado pergunta se você pode ler uma página do evangelho para ele antes de sair, pois ele não sabe ler e não recebe visita da família, você...

1 – Abre o evangelho ao acaso e lê uma página.
2 – Escolhe um trecho bem pequeno para ler e poder ir logo embora.
3 – Diz que esqueceu os óculos, por isso não pode ler e vai embora apressado. 

Quem fez a opção 1 – O evangelho foi aberto em um trecho longo, você procurou ler rápido, sem muita paciência. Nem mesmo você entendeu direito o que foi lido. (Demorou 10 minutos / perde 10 moedas).
Quem faz a opção 2 – O trecho que você escolheu era curto, mas você leu com calma e esclareceu as dúvidas do senhor.  (Demorou 20 / perde 20 moedas).
Quem fez a opção 3 –vai direto para o trabalho e fica sentado, esperando os outros terminarem (não perdeu moedas).

Ao terminar de ler o evangelho você se despede do seu avô e do senhor que está com ele no quarto. Quando chega a rua, um menino se aproxima de você e diz que está perdido, estava indo para a escola, se distraiu com um bando de pássaros que voava baixo fazendo algazarra e quando percebeu estava perdido, você...
1 – Conversa com ele tentando descobrir onde é a escola para ajuda-lo a voltar ao caminho correto.
2 – Procura uma viatura da polícia e entrega a criança aos policiais para que possam ajuda-la.
3 – Pede desculpas, pois já está muito atrasado e não pode parar para ajuda-la.

Quem fez a opção 1 – O menino responde suas perguntas e você consegue descobrir o caminho que ele tem que fazer até a escola. (Gastou 20 minutos / perde 20 moedas).
Quem faz a opção 2 – A viatura de polícia mais próxima estava na rua atrás do hospital, você teve que voltar. (Demorou  10 minutos / perde 10 moedas).
Quem fez a opção 3 – Vai para o trabalho e fica sentado esperando os outros terminarem (Não perde moedas).

Você já esta quase na entrada do edifício onde trabalha quando um deficiente visual pede sua ajuda para chegar num consultório médico que fica do outro lado da rua, no lado oposto ao seu trabalho. Você está muito atrasado...

1- mas o ajuda a atravessar a rua e o deixa na porta do consultório.
2 – mas o ajuda a atravessar a rua e explica como chegar ao consultório.
3 – lamenta não poder ajuda-lo, mas você está muito atrasado.

Quem fez a opção 1 – Atravessar a rua, ir até o consultório e depois voltar para o trabalho. (Demorou 20 minutos / perde 20 moedas).
Quem faz a opção 2 – Atravessar a rua, explicar o como chegar ao consultório e depois voltar para o trabalho. (Demorou 10 minutos / perde 10 moedas).
Quem fez a opção 3 – Vai para o trabalho e fica sentado esperando os outros terminarem (Não perdeu moedas).


O patrão entre em cena para fazer o pagamento. Cada um recebe a quantidade de moedas que terá direito.  

Entra um outro evangelizador em cena, explica que agora todos desencarnaram e vão regressar a pátria espiritual, mas não poderão levar as moedas, somente as boas ações que praticaram. Essas boas ações serão transformadas em tesouros espirituais, o evangelizador entrega uma estrela para cada 10 moedas perdidas. (Exemplo: Quem recebeu 100 moedas não recebe estrela; quem recebeu 90 moedas, recebe 1 estrela; quem recebeu 80 moedas, recebe 2 estrelas; assim por diante.)

Todos vão se dirigir para uma outra sala Umbral/Colônia, que estará dividida nesses dois ambientes. 

A parte do umbral deve estar escura, com bolas pretas espalhadas pelo chão. 

Na parte da Colônia, a sala deve estar iluminada e com bolas coloridas espalhadas pelo chão. 

Os evangelizandos que tiverem menos de cinco estrelas deverão ser encaminhados ao umbral e os que tiverem cinco ou mais, serão encaminhados para a colônia. 

Refletir com os evangeliandos sobre os ensinamentos deixados por Jesus e os que foram revelados pelos Espíritos Superiores a Kardec. Cada um fez as suas escolhas.

Quem fez a opção da riqueza material, ficou apegado aos bens terrenos, aos sentimentos da carne, mas que optou pela riqueza espiritual evoluiu e pode desfrutar de momentos mais tranquilos na vida espiritual. 

Em algum momento todos irão para a colônia, uns antes, outros bem mais tarde, quando serão preparados para reencarnar e cada um vai trazer na nova reencarnação os tesouros espirituais conquistados em cada uma de suas reencarnações.

Retornar com os evangelizandos para a sala do planeta Terra com a proposta de juntos trabalharmos para transformar a Terra em um mundo regenerado. Explicar que agora eles reencarnaram e vão ter uma nova oportunidade.
Disponibilizar cartolina, papel A4, lápis de cor, caneta hidrocor, giz de cera, tesoura, cola, papel colorido, estrelinhas, figuras e revistas, etc. O objetivo será criar novos cartazes com cenas da prática da caridade, para substituir grande parte dos cartazes com cenas da pratica do mal, deixando um ou dois, para exemplificar o bem prevalecendo sobre o mal.
Podem confeccionar flores bem coloridas, pássaros e outros animais. 

Quando a sala estiver transformada, refletir que fomos criados por Deus em um 
ato de amor, para que, amando, cumpramos nossa parte na sua obra. 
É o amor, não o dinheiro, que move o universo. É por amor que são feitos os maiores gestos de carinho, amizade e solidariedade. É o amor por alguém que tira das trevas enorme número de espíritos sofredores.
O amor faz a vida ter mais sentido e dá razão de ser aos sacrifícios e ao esforço no bem.

Essa vivência foi realizada no ENEFE 2015 e teve como objetivo, fazer os evangelizandos compreenderem que a felicidade pode ser construída desde já, através da vivência da caridade na família e na sociedade. E o resultado foi ótimo, eles adoraram!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é muito importante para a avaliação do nosso trabalho!