Google+ Followers

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Reencarnação

A aula do dia 22/04/17 foi da Cíntia Machado, ela fez uma aula muito legal!

Apresentou um cenário exposto da seguinte forma:

Uma garrafa Pet com as extremidades cortadas e sua extensão forrada com papel, representando um túnel. De um dado do túnel, o Plano Espiritual com dois "espíritos" impressos em transparência (os personagens desencarnados). Do outro, o Plano Físico, representado por um globo de isopor caracterizando o nosso Planeta.







Ela começou a desenvolver o tema com os dois "espíritos" dialogando, um deles desejava muito sucesso ao outro que iria reencarnar e dizia que ficaria dali (mundo espiritual) torcendo para que ele conseguisse vencer nessa nova etapa da sua existência.




Passou o "espírito" que reencarnaria por dentro do túnel, saindo do outro lado um bebê colado em um palito de dente (o bebê já estava dentro do túnel antes da história começar, ela apenas trocou lá dentro, deixando o "espírito" e tirando o bebê pelo outro lado).





Espetou o bebê no globo e explicou que é desta forma que todos nós reencarnamos. 




Disse que existe um planejamento para que executemos, com propósito no bem, visando a nossa evolução, e que do outro lado, no plano espiritual, ficam amigos torcendo para que consigamos realizar tudo aquilo que planejamos.

Os evangelizandos ficaram atentos prestando atenção em tudo o que foi falado e participando da aula falando sobre o que já sabiam sobre o assunto.






Para fixar o conteúdo, cada evangelizando recebeu um contorno de corpinho para pintar e depois colar a foto do próprio rosto no corpinho (ela levou os rostinhos impressos, nas aulas anteriores tiramos foto individuais de cada um deles). 



Quanto todos terminaram, pediu a cada um que “ se espetarem” no planeta Terra, representando assim a sua reencarnação.




E para finalizar, mostrando que o propósito da reencarnação é a nossa transformação moral, ela aplicou a seguinte atividade: 

APRENDENDO E EVOLUINDO

Em uma cartolina, ela colou figuras de pessoas com imperfeições escritas nas peças da roupa, como: orgulho, vaidade, egoísmo, falta de educação, etc.







Levou as mesmas peças com virtudes escritas. Cada evangelizando foi até o cartaz e  substituiu uma peça com imperfeição, colando uma peça com a virtude contrária por cima. 

Para que compreendessem bem, a Cíntia dizia uma situação que demonstrasse a imperfeição, e o evangelizando corrigia a situação, usando a virtude contrária.

Por exemplo: 
Falta de educação 
- Maria Eduarda, eu quero o lápis de cor que você está usando, agora!
Educação
 - Maria Eduarda, você pode por favor me emprestar o lápis de cor que está usando quando terminar?






Depois que todas as imperfeições foram trocadas por virtudes, explicou que é desta forma que evoluímos durante nossa encarnação, aprendendo a fazer as coisas certas e deixando de fazer coisas erradas.

Show!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é muito importante para a avaliação do nosso trabalho!