Google+ Followers

sexta-feira, 24 de junho de 2016

O Credor Incompassivo

Antes de iniciar a história, explicar porque ela se chama “O credor incompassivo”. 
Credor é alguém que empresta dinheiro a outra pessoa.
Incompassivo é a pessoa que não tem compaixão, não tem piedade, não tem dó do outro.


Num lugar muito distante havia um reino governado por um rei muito sábio e justo. Esse rei oferecia aos seus súditos muitas oportunidades de progresso, pois além de manter escolas, hospitais, ainda emprestava moedas aos seus servos para que cultivassem a terra, comprassem máquinas, sementes e mudas, animais para criarem e outras tantas coisas que necessitassem para viverem bem.

Um dia o rei resolveu acertar as contas com os servos, para ver se eles estavam aproveitando da melhor forma tudo que lhes era oferecido. Começando a fazer as contas, foi-lhe apresentado um homem que lhe devia dez mil moedas. 

Como o servo não tivesse como pagar a dívida, o rei, seguindo a lei daquela época, ordenou que ele vendesse tudo o que possuía para pagar a dívida. Mas o homem tanto implorou que o rei, cheio de compaixão, perdoou-lhe a dívida e o deixou ir. 

Saindo do palácio, o servo encontrou um conhecido que lhe devia cem moedas. Sabem o que ele fez? 

Apesar de o devedor lhe implorar que tivesse compaixão, pois não tinha como pagar sua dívida naquele momento e lhe pedindo um prazo maior para o pagamento da dívida, ele não perdoou o conhecido, chamando um guarda para prendê-lo. 

O conhecido foi colocado na prisão, ficando o servo satisfeito da vida.
Vendo aquilo, um súdito que sabia que o rei havia perdoado aquele servo por uma dívida muito maior, correu para contar ao rei o que estava acontecendo. 

Mandando chamar à sua presença o servo, credor do conhecido, que tratara tão rudemente seu devedor, o rei lhe disse:
- Servo malvado! Perdoei-lhe toda aquela dívida porque me suplicou. Não devia igualmente você ter compaixão do seu companheiro, como eu tive de você?

E, indignado, o rei entregou o credor impiedoso aos guardas para que a lei fosse cumprida.

Assim, Jesus completou o ensinamento mostrando com essa história que seremos tratados como tratarmos nossos irmãos. Se não perdoarmos, não seremos perdoados. Se não amarmos, não seremos amados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário