Google+ Followers

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Sugestão para Trabalhar Personalidades Espíritas

Essa foi uma atividade aplicada pela companheira Juliana Rangel, na aula sobre o caso de Victor Lebufle - O Céu e o Inferno – 2ª parte - Cap. II – Espíritos Felizes. Achei muito interessante e uma boa ideia para trabalhar também as personalidades espíritas, que muitas vezes ficamos sem ideias para abordar as informações sem tornar a aula entediante.

Passo 1: Levantar os dados mais importantes do caso/personalidade. No caso do Victor Lebufle, por exemplo, a relação dele com a mãe, a natureza de sua missão, seus traços morais, sua doença terminal e etc.

Passo 2: Criar uma pista para cada ponto importante da história do espírito/personalidade. Ex: Um cartão de natal dado pela mãe dele, onde ela elogia o fato de ele ser bondoso e amoroso apesar das dificuldades que enfrentam. Pinturas/fotos antigas da cidade onde morava e do porto onde trabalhava...

Passo 3: Confeccionar as pistas e escondê-las na sala. 
Ela deixou a luz apagada para ficar mais difícil. 

Para dinamizar a atividade pode-se perguntar aos evangelizandos se já assistiram algum filme/série e de investigação/detetives. Perguntar o que o detetive faz e como soluciona os casos que está investigando. 

Explicar que eles serão os detetives da vez! Se possível disponibilizar lupas e chapéus de detetive.

Os evangelizandos deverão encontrar as pistas, trocar as informações e deduzirem como foi a vida do espírito. A partir dessas deduções podemos estimular reflexões sobre o caso. A pergunta-guia usada foi: “O que podemos aprender com o Victor?”

Não é uma ideia muito boa? Eu adorei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário