Google+ Followers

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Atividade: Sentimentos

Eu adaptei a história: A VOZ DO CORAÇÃO, usando algumas situações que ocorriam em sala e que os responsáveis nos relataram.
Como recurso usei a expressão gestual, calçando um par de luvas com rostinho colado em cada uma, e, movimentado as mãos conforme a história foi contada. A entonação da voz também ajudou a mantê-los atentos e participativos.



Era uma vez duas mãos que faziam muitas coisas.

o    Mãos que jogavam bolinhas de papel nos colegas da sala.
o    Mãos que batiam em animais.
o    Mãos que não emprestavam seus brinquedos para os amigos.
o    Mãos que não dividiam seu lanche.
o    Mãos que empurravam os irmãos para longe dos pais, pois queriam os pais só para elas.
o    Mãos que não deixavam mais ninguém usar o computador, só ela queria usar.
o    Mãos que não guardavam seus brinquedos depois de brincar.
o    Mãos que ameaçavam bater em quem não fizesse o que elas queriam.

O que vocês acham dessas coisas todas que essas mãos fazem? (Dar um tempo para responderem)

Um dia o menino olhou suas mãos e sentiu-se muito infeliz. Ele ouviu uma vozinha lá dentro dele. Era uma voz de verdade, que ele ouvia pelo coração. Ele não queria ouvir a voz, mas não adiantava tapar os ouvidos. Sabem por quê? A voz vinha do coração e não tinha jeito de não ouvir.

Sabem que voz era essa? Era a voz da consciência, o lugar onde Deus vive dentro de nós. E vocês sabem o que o menino ouviu a voz dizer?

- Suas mãos não são para fazer essas coisas!

Era a primeira vez que o menino ouvia a voz da consciência. A voz da consciência sabia tudo que o menino fazia e até o que ele só pensava. A voz da consciência sabe o que é certo e o que é errado.

E o menino compreendeu o que fazia de errado.

Ele ficou muito arrependido e prometeu a si mesmo que só iria fazer coisas boas.

Assim, as mãos passaram a fazer só coisas boas:

o    Ajudavam a recolher o papel do chão da sala para mantê-la limpa.
o    Acariciavam os animais.
o    Emprestavam seus brinquedos para os amigos.
o    Dividiam seu lanche.
o    Abraçavam os irmãos e também os pais, todos juntos, um grande abraço de família feliz.
o    Deixavam outras pessoas usarem o computador.
o    Guardavam seus brinquedos depois de brincar.

Agora a voz da consciência fazia o menino cada vez mais feliz.

 Avaliar com perguntas a compreensão da história:
– De onde vinha a voz que o menino ouviu?
– Adiantou tapar os ouvidos para não ouvir a voz?
– O que foi que a voz disse para o menino?
– O que ele prometeu depois de ouvir a voz?
– O que ele passou a fazer com as mãos?
– O menino passou a sentir-se feliz ou infeliz? Por quê?

Nenhum comentário:

Postar um comentário