Google+ Followers

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

A Ponte - Apresentação do 1º Ciclo

Essa é a apresentação da turma do 1º Ciclo. Foi feita pelas evangelizadoras Camila, Joelma e Marizete, e nossa querida Priscila Catalão, que evangeliza durante as reuniões públicas (GEEAL), calaborou com o trabalho e ficou em sala com os evangelizandos.


Roteiro adaptado da mensagem "Construindo Pontes" do Momento Espírita.


Cenário: TNT azul no meio da sala, representando um rio. 
Estacas de madeiras num canto da sala.

Carpinteiro anda em busca de emprego. Irmão1 cuidando das plantas da fazenda.


Carpinteiro passa pelo Irmão1 e fala: - Oi moço! Estou procurando um emprego! Sou carpinteiro, mas faço qualquer tipo de serviço! O senhor teria algo aí para mim?

Irmão 1: Huuum, tenho sim! Aqui é a fazenda do meu pai. Quando meu pai faleceu, dividimos a fazendo em duas. Do riacho para cá, a fazenda é minha e do riacho para lá é do meu irmão. Eu e meu irmão não nos damos bem. Desde criança brigamos muito. Ele sempre me perturbou, sempre foi chato e inconveniente! De vez em quando até ficamos bem um com o outro, mas ontem tivemos mais uma briga, e das feias! Ainda bem que cada um tem seu lado da fazenda! Não suportaria conviver com ele, já basta quando éramos crianças! 
Mas o que eu quero é que o senhor use aquelas estacas de madeira para fazer uma cerca, impedindo de vez o contato com meu irmão! Não suporto mais ele!!! Construa a cerca maior e mais alta que conseguir!

Carpinteiro pega as estacas e começa a fazer a cerca. Para de fazer, pensa, e tem uma ideia! Ahhh!!! Irei construir uma ponte!
Quando acaba, chama o Irmão1 (que fica de costas, ainda cuidando do jardim) para ver seu trabalho: - Pronto, chefe! Acabei o serviço!


Irmão1 vira e quando vê a ponte leva um susto!
Irmão1 (bravo): Mas não foi isso que lhe pedi! Pedi que o senhor construísse uma cerca, para separar de vez eu e meu irmão, e o senhor construiu uma ponte, ligando as duas margens do telhado!!! Eu não acredito!

Nisso, o irmão2 se aproxima e vê a ponte. Fica espantado, mas com o sorriso no rosto.
Irmão2: Nossa, meu irmão, que bom que você mandou construir essa ponte, mesmo depois de tudo que aconteceu! Estava mesmo sentindo sua falta!

E, num só impulso, o irmão1 correu em direção ao irmão2 e eles se abraçam no meio da ponte.

O carpinteiro observa tudo, sorrindo. Quando eles se abraçam, ele faz que vai embora.

Nisso, o irmão1 diz: - Espere senhor, fique conosco!

Carpinteiro: - Não posso, tenho outras pontes para construir!











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é muito importante para a avaliação do nosso trabalho!