Google+ Followers

segunda-feira, 12 de março de 2018

Decálogo - Jardim

Para falar sobre os Dez Mandamentos com a turma do Jardim, a Ângela começou fazendo uma recapitulação da aula anterior, usando figuras e perguntas relacionadas a cada figura:



  1. Por que a mãe de Moisés teve que colocá-lo em um cesto no rio? Porque o faraó deu uma ordem para matar todos os bebês hebreus do sexo masculino. 
  2. Quem encontrou o cesto com Moisés dentro e o que ela fez com o bebê? A princesa, filha do faraó, que resolveu adotar o bebê como filho.
  3. Como a princesa, filha do faraó, escolheu a mãe de Moisés para cuidar dele? A irmã de Moisés, Miriam, acompanhou o cesto e teve a ideia, falou com a princesa que concordou. 
  4. Para que Moisés foi educado pela princesa? Para ser um príncipe egípicio.
  5. O que aconteceu quando Moisés viu um escravo hebreu sendo chicoteado? O que o faraó fez quando soube? Moisés ficou zangado e empurrou o soldado. O faraó, muito irritado, expulsou Moisés do Egito. 
  6. O que Moisés pediu para o faraó fazer quando retornou ao Egito? Ele atendeu ao pedido de Moisés? Moisés pediu que o faraó libertasse o povo hebreu, mas o faraó se recusou.
  7.  O faraó precisou de uma grande dor para libertar os hebreus, o que causou essa dor enorme no faraó? Seu único filho morreu.
  8. Os hebreus acreditavam em Deus? Sim, mas como viveram muito tempo no Egito, aprenderam a adorar outros deuses.
  9. O que estava escrito nas tábuas das Leis que Moisés ia apresentar aos hebreus? Os Dez Mandamentos, que é o que vamos estudar agora.
Apresentou Os Dez Mandamentos aos evangelizandos, usando também figuras e o texto usado para o embasamento ela tirou do Seara do Mestre:

         1. Amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.
         Existe um só Deus, que é um Pai amoroso e justo e que nos ama a todos igualmente. Nosso compromisso maior é com Ele. Devemos adorá-lo em Espírito (através de nossos sentimentos e pensamentos, com o coração) e Verdade (significa o compromisso de unir o conhecimento e a realidade, pois é preciso conhecer as Leis de Deus para adorá-lo: suas leis de amor, perdão, caridade). Deus criou todo o universo e todos os seres e por eles zela. Nos deu a natureza de onde tiramos o nosso alimento, á água e o ar sem o qual não teríamos condições de existir, bem como o sol que nos ilumina e aquece, os animais, as plantas, os planetas, enfim tudo que existe no universo. Devemos amar e respeitar o nosso próximo. Fazer ao outro aquilo que gostaríamos que fosse feito para nós. Quem é o nosso próximo? Na aula, em casa, na rua – quem está mais próximo de nós.

         2. Não falar o nome de Deus em vão.
         Não utilizar o nome de Deus de forma desrespeitosa, não jurar em falso, ou mentir com o objetivo de conseguir algo, usando o nome de Deus.

         3. Lembrar de santificar o dia de sábado.
         Temos que ter momentos para orar, para nos colocar em sintonia com Deus. O dia de sábado é uma simbologia, significa que devemos ter momentos de oração. Lembrar que não é preciso um lugar, um horário, ou uma posição especial para orar, o que importa são nossos sentimentos no momento da oração.

         4. Honrar pai e mãe. 
         As pessoas que cuidam de nós, nossos pais ou responsáveis, merecem nosso respeito. Temos uma família que é a necessária e a ideal para nossa evolução. 

         5. Não matar. 
         Deus nos deu a vida, assim como criou os animais e as plantas. Tudo na natureza tem uma utilidade. Não devemos matar ou maltratar os animais, pássaros ou outros pequenos animais por brincadeira ou diversão. Somente matar com o objetivo de alimentação, não usando de crueldade. Preservar as plantas, os rios, ajudando a cuidar e esclarecer sobre sua importância.
         Somos todos irmãos, criados por Deus, que nos ama a todos igualmente, não devemos ferir ninguém com palavras ou atitudes, e nem tirar-lhes a vida. Não cometer aborto e nem suicidar-se. Devemos colaborar com Deus não destruindo a sua criação.

         6. Não cometer adultério.
         Adulterar é falsificar. Não colar nas provas, não mentir, não trair a confiança de um amigo, namorado(a) ou esposo(a), não contar um segredo, não vender uma mercadoria dizendo que possui tais qualidades, quando na realidade não possui.

         7. Não roubar. 
         Assim como não gostamos que alguém pegue sem permissão algo que é nosso, não devemos pegar o que é dos outros: um doce no mercado, um lápis do colega, uma fruta na árvore do vizinho.

         8. Não prestar falso testemunho contra o próximo. 
         Não mentir, não inventar histórias, nem fazer fofoca de outras pessoas. Somos responsáveis pelas nossas atitudes e responderemos por elas. Não tirar proveito de uma mentira inventada por outro, contra alguém.

         9. Não desejar a mulher do próximo. 
         Não invejar e não querer o namorado(a) ou o marido (esposa) de outra pessoa. Namorar uma pessoa de cada vez. Não fazer ao outro aquilo que não queremos que façam para nós.

         10. Não desejar qualquer coisa que pertença ao próximo.
         Não querer ter a casa do outro, as coisas que os outros tem (roupas, sapatos, brinquedos) e não querer levar a vida do outro. Cada um de nós tem o que precisa de acordo com suas necessidades evolutivas. Hoje estamos colhendo o que semeamos em outras existências ou nessa mesma, ao mesmo tempo em que semeamos para o futuro.

E para finalizar, distribuiu desenho com a história da vida de Moisés para os evangelizandos colorirem.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, ele é muito importante para a avaliação do nosso trabalho!